Publique seu Artigo de Forma Free

Malefícios de usar narguilé

O narguilé tem origem na Índia e nos últimos anos seu uso tem se tornado popular em diferentes países, inclusive aqui no Brasil. Ele vem ganhando destaque principalmente entre os jovens por causa das opções de aromas e essências disponíveis para consumo. Ele é composto por um cachimbo, tubo e recipiente de água, podendo ser fumado por várias pessoas ao mesmo tempo. Atualmente existe uma enorme discussão na internet sobre o narguilé ser ou não um produto tão prejudicial a nossa saúde quanto o cigarro. Recentemente a Organização Mundial da Saúde alertou que 1 hora de consumo de narguilé equivale a 100 cigarros.

No Brasil a moda está presente em bares e rodinhas de amigos. Devido ao aroma agradável, infelizmente há um pensamento que não há malefícios em seu consumo. Outro ponto que preocupa os especialistas em saúde é o fato de ser um produto compartilhado de boca em boca, assim aumentando os riscos de transmissão de doenças contagiosas como, por exemplo, a hepatite C e herpes labial. De acordo com o IBGE, estima-se que pelo menos cerca de meio milhão de pessoas já utilizam narguilé no país.

imagens meramente ilustrativas

Seu uso consiste na adição do tabaco e carvão em um fornilho. Este tabaco é colocado no fundo deste recipiente e em cima dele, adiciona-se um papel metálico perfurado onde se acomoda o carvão. Assim, a brasa que sai do carvão queima o tabaco, criando-se a fumaça, e então uma parte estrutural transporta esta fumaça no equipamento. O narguilé é apoiado em um vaso, onde estão presentes a água e essências para consumo. A fumaça passa pelo vaso borbulha e, ao entrar em contato com a água, resfria e umedece a fumaça. Por fim, a fumaça resfriada pode ser aspirada através das mangueiras disponíveis.

Existe um mito em defesa do produto em que a água é capaz de filtrar toda a nicotina, mas isso é uma verdadeira mentira, pois esta substância não consegue se dissolver na água, segundo especialistas. Além disso, muitos pensam que as essências e aromas utilizados para o fumo não contém nicotina, mas muito pelo contrário. Basta ler as informações atentamente no rótulo e você verá que existe uma presença de nicotina.

Muitos jovens, infelizmente, experimentam e fazem uso desse tabaco. É o que mostra o Ministério da Saúde com sua pesquisa recente: entre 20% e 45% dos jovens brasileiros com idade entre 13 e 15 anos já experimentaram, e pelo menos 10% deles mantém o hábito de fumá-lo. Acredita-se que o interesse vem devido aos hábitos de fumo adquiridos pelos pais, assim como  a aceitação social.

Profissionais da saúde alertam que o cigarro e o narguile eletrônico contém milhares de substâncias tóxicas que podem trazer sérios danos à nossa saúde. Entre os danos podemos citar doenças respiratórias (como câncer de pulmão ou na garganta), impotência sexual, mau hálito e enfraquecimento das unhas, dentes e cabelos. Ou seja, ambas são drogas, criam dependência e não trazem nenhum benefício para a nossa saúde. Seu uso, portanto, deve ser evitado a todo custo tanto em jovens como também adultos.

Como forma de conscientização, apresentamos um material em vídeo que mostra os danos causados ao utilizar estas substâncias: